sexta-feira, 30 de novembro de 2012

11ª Operação de Novembro

Alteração de ordem:

- OV das 6 "BBDC4" desce para 35,65 (meros cinco centavos a menos, pra pegar).

Só Uma Comemoração de Sardinha...

Hoje houve um gap de alta gigante em algumas elétricas.

Finalmente fui "vítima" em um desses.

Esta venda me animou, já que a cotação já baixou pra 32,50 em duas horas.

                                              Ordem executada               
Tipo de operação:
Venda
Ativo:
TRPL4F
Data/Hora:
30/11/2012 10:05:47
Quantidade Ofertada:
10
Quantidade Executada:
10
Preço Ofertado:
R$ 37,00
Preço Executado:
R$ 37,00


quinta-feira, 22 de novembro de 2012

10ª Operação de Novembro

Mera alteração do preço de OC's:

- 6 "MDIA3" a 65,00.
- 32 "BBAS3" a 19,50.
- 38 "CCRO3" a 18,21.
- 30 "ODPV" a 10,75.
- 24 "NATU3" a 54,80.

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Queda de Hoje

Só por curiosidade...

A bolsa hoje voltou aos mesmos níveis que encontrei na minha "estréia", 56.300 pontos. 

Lado ruim: entrei por imaginar que teríamos, no 2º semestre, um rali de alta semelhante ao de "jan-fev/12". Isso aconteceu? Não exatamente. Ainda vai ter (fim deste ano ou início do próximo)? Não sei, acho possível, mas em junho tinha mais "certeza". Espero que haja uma recuperação pelas próximas semanas. Enfim, o lado ruim é que não esperava voltar a ver os 56.300, talvez 52.200 mais na frente, tão cedo. Meio assustador.

Lado bom: o "Ibov" voltou à estaca zero, mas deu pra criar, nesse vai-e-vem, um bom "colchão de lucro". Tenho quase mil e quinhentos a mais do que tinha antes. Só não pode cair demais, pois aí não tem "colchão" que dê jeito.

Resumo da ópera: momento tenso o atual.

A.

9ª Operação de Novembro

Mera alteração de OC:

- 24 "NATU3" a 54,15.

8ª Operação de Novembro

OV das 400 "FJTA4" a 3,24.

Ao que parece, o resultado causará uma tendenciazinha de baixa. Depois volto.

terça-feira, 13 de novembro de 2012

7ª Operação de Novembro

Coloquei as seguintes OC's (a maioria não pegará tão cedo) novas:

- 85 "ETER3" a 8,15.
- 6 "MDIA3" a 62,00.
- 32 "BBAS3" a 19,50.
- 38 "CCRO3" a 17,89.
- 30 "ODPV" a 10,55.
- 25 "NATU3" a 0,01 (só pra lembrar de colocar a 54,15 quando tiver).

Tenho também, vale lembrar, uma ordem "pra lembrar" de "EZTC3" a 0,01.

Ademais, a "LREN3" a 75,30 não pegou hoje e continua valendo.

São minhas oito tentativas de compra, além das várias de venda.

6ª Operação de Novembro

Alterei OV das 96 "CRUZ3" para 28,24. pra pegar.

Coloquei e Alterei as seguintes OCs:

- 10 VIVT4 a 47,35.

- 9 LREN3 a 75,30.

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

1ª Operação de Novembro

Em verdade, resolvi criar uma série de OCs e OVs e deixar durante o mês. Algumas pretendo que peguem nos próximos dias; outras durante o mês; e algumas poucas que pegue só daqui a alguns meses. De qualquer forma, colocarei uma longa validade em todas as ordens.

1 - OV 32 "BRML3" - 27,00

2 - OV 10 "COCE5" - 40,00

3 - OC 18 "TBLE3" - 35,90

4 - OV 7 "CIEL3" - 60,70

5 - OV 12 "CMIG4" - 39,50

6 - OV 13 "CPFE3" - 23,90

7 - OV 96 "CRUZ3" - 29,70

8 - OV 20 "ELPL4" - 31,99

9 - OV 24 "GETI4" - 26,39

10 - OV 26 "ITUB4" - 34,12

11 - OV 55 "JHSF3" - 9,40

12 - OV 33 "RADL3" - 23,45

13 - OV 10 "TRPL4" - 37,00

14 -  OV 400 "FJTA4" - 30,00

15 - OC 39 "CCRO3" - 17,89

16 - OC 25 "IGTA3" - 25,85

Também pretendo comprar mais ações de "AMBV4" (82,20), "BBAS3" (21,67), "ETER3" (8,50), "EZTC3" (25,60), "LREN3" (75,30), "MDIA3" (65,15), "NATU3" (54,15), "ODPV3" (10,55), "VIVT4" (45,00) e "VLID3" (37,80). Contudo, pra isso, elas têm que cair um pouco. Aí posto mais OCs (em novos posts).

Ademais, cancelei a OV de 22 "EZTC3" (28,48) e a OC das 16 "VLID3" (37,50).

A.

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Avaliação Final de Outubro


Avaliação Final de Outubro



Em outubro, o "Ibov" voltou pra agosto. Praticamente devolveu o que ganhou em setembro. Ou seja, caiu 3,56%. Não esperava essa queda forte. Porém, num mês tão difícil, minha carteira ainda conseguiu ficar praticamente no "zero-a-zero". Se o aporte total era de 26.000 reais, agora é de 32.500, como esclareci num dos posts de outubro. Por sinal, talvez tenha sido o último "grande aporte", ou seja, é o fim dessa "era".  Voltando ao assunto, mês passado tinha R$ 1.536,90 a mais (acima do aporte total), agora tenho R$ 1.020,05 + 600,00 (reservado a uma OC de 16 "VLID3F" que ainda não pegou), ou seja, R$ 1.620,05. Dá pra perceber que ganhei R$ 83,15 este mês. Uma mixaria. Comemorar? Sim!

No mês passado não podia comemorar os "340" que ganhei, mas neste comemoro os "83". O motivo é simples: ganhei fácil do "Ibov". Preferia que este tivesse subido, mas como caiu (e muito), o importante é não perder ou perder pouco. Alguns conseguem até ganhar, é verdade. Porém, fazer pouco mais de 0,2% num mês de queda significativa não é algo ruim. Se acontecesse todo mês, eu estaria feliz da vida. Também continuo sem nenhum mês de rentabilidade negativa, o que apesar de não ser algo muito significativo, é legal. 

Analisando o "ano", ou seja, meus quatro meses de bolsa, o "Ibov" foi de 56.000 e pouco para 57.068, o que equivale a uma alta de 1,2 a 1,5% (acho que "entrei no Home Broker" com o Ibov em 56.300). Meu dinheiro foi de 32.500 a 34.120, o que dá praticamente 5%. (Obs: era pra ser bem maior, mas só pude fazer boa parte dos gordos aportes mais pra frente, após julho, "perdendo" um mês extremamente rentável pra mim. Enfim, chega de chorar o leite derramado.)

Isso me leva a dizer que a experiência, por enquanto, está sendo boa. Mês passado não fui muito bem, mas neste compensei. Entretanto, essa minha diferença pro "Ibov" deve-se muito a ter aproveitado as oscilações da torturante congestão entre 52,2 e 57,6 k. Várias compras eu fiz na "baixa" da mesma.

O bom desempenho - antípoda do mês passado - tem a ver com as pequenas alterações no método? Acho que é cedo pra dizer, mas vou tentar analisar.

Como se pode ver alguns poucos posts atrás, foi um mês de intensa reformulação estratégica, no qual preferi deixar uma coletânea pré-definida de ordens de compra (mercado fracionário) e algumas de venda. Praticamente todas as OC's pegaram, exceto "VLID3F" e "EZTC3F". Outras planejei, mas nem tentei ("AMBV4"; "LREN3"...), pois pensei que já tinham disparado muito. Esperei cair e nada. Ainda não sei se vou tentar "pegá-las" em novembro. Só devo colocar novas ordens de compra depois do feriadão. Vou fazer o plano de OC/OVs para o mês.

Fato é que essas novas compras deixaram minha carteira diferente (como se poderá ver nas imagens mais abaixo) e mais ao meu gosto. E só "pegaram tanto" porque a bolsa teve uma queda até maior do que a que me dispus a esperar - é só ler o que escrevi mês passado. Se não fosse essa tendência baixista, não sei se teria conseguido fazer as "compras de reforma da carteira". Não gostei da "baixa" pois temo que a mesma continue, mas devo agradecer a oportunidade. Tomara que seja fundo.

Contudo, talvez a minha maior mudança tenha sido mesmo a de evitar iniciar "trades". É verdade que ainda não vendi todos que iniciei nos últimos meses. E só venderei "CRUZ3", "PETR4", "FJTA4" (esta bem caro) e parte das "VALE5" por um preço razoavelmente maior que o atual. Entretanto, vou tomar vergonha na cara e montar uns "stop loss", mesmo "generosos" se for o jeito. Enquanto isso, pretendo manter a tática que iniciei este mês de evitar a tentação "tradeana" (realmente é algo, embora trabalhoso, bem mais "divertido" que a maresia "holderista"). Resistir mesmo quando uma "Manguinhos" chega a 0,22 e você tem quase certeza que vai bater ao menos 0,30 algo.

O lado bom de estar conseguindo aderir ao "100% holder moderado" é que fico olhando menos o "Home Broker". A coisa é mais tranquila.

Estou tendo muita dificuldade pra diminuir o número de empresas na minha carteira. Meu objetivo é passar uma peneira fundamentalista e tirar ao menos umas cinco. Vou continuar pesquisando quais as "piores" que tenho. De qualquer forma, é um processo que não deve se esgotar em novembro, já que quero vendê-las a bons preços, afinal, não são empresas ruins.

Resumindo, novembro também haverá mudanças. Tenho algumas OVs difíceis de pegar. Não deram certo em outubro, mas manterei o preço delas. Quanto às OCs, vou pensar. Talvez desista de esperar algumas quedas e compre logo no início do mês, pois julgo que o "Ibov" já caiu demais.

É sempre arriscado dizer que "...X ou Y já caiu demais...", entretanto, não vi tanta alteração de cenário desde o "Q3" a justificar a saída da faixa dos 60-63 pra faixa dos 57-60. Comprei bastante este mês por imaginar que a tendência era de alta e que terminaríamos o ano (ou no mínimo começaríamos 2013) bem. Já não tenho essa certeza toda. Aumentar a liquidez? Não. Vou "apostar" que foi uma pedra no caminho e que voltaremos a subir. Ainda não sei o que farei se o "Ibov" descer demais, comendo aos poucos o meu "colchão de 5%". Pensarei sobre isso.

Enfim, é um momento tenso, pois já não tenho a mesma certeza de que teremos um rali ao estilo primeiro trimestre do ano. Vou monitorar atentamente as tendências.

Sobre minha rentabilidade de 0,2% no mês, posso dizer que seu sucesso relativo (digamos) deve-se a, finalmente, um mês de interferência estatal menor. Ainda sofro um pouco os efeitos das porradas anteriores, mas pelo menos, que eu lembre, este mês não teve nenhuma nova "caça" a setor queridinho meu. Não estou julgando as interferências, apenas lamento minhas perdas mesmo.

Agora é encarar novembro. Muito preocupado com a tendência baixista. Espero que não seja um mês de lamentações.

Como sempre, seguem os print's:







A.