sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Avaliação de Janeiro 15



Avaliação Final de Janeiro


"Ibov" continua caindo de forma impressionante - digo impressionante porque a coisa já estava ruim desde fim do ano passado.


Repetindo: "ainda não será neste mês que farei a toda-hora-adiada revisão fundamentalista da carteira, pra ver se troco papéis ou não". Qualquer hora faço. Pensei até em não fazê-la pela ilusão do meu desempenho razoável no segundo semestre do ano passado.

Este mês voltei a me dar tão mal como no início de 2014. Mais um recorde negativo. Inclusive meu histórico atingiu a sua pior marca desde 2012.

Aportei R$ 1.500,00. Parte na maldita "SEER3". O governo mudou as regras do setor e... 

Destoei tanto assim do "Ibov" em parte devido a "EZTC3".Quem diria que essa ação valeria tão pouco há alguns anos. Que cairia sem parecer ter fundo. Assim é a renda variável. Pior que tenho certeza que não resistirei e aportarei nela no início do mês de fevereiro.

Números do mês:

"Ibov" caiu 6,20% em janeiro. 

Tenho hoje - 60.607,12 (carteira) + 61,44 (caixa de dividendos e vendas ainda não reinvestidos) = 60.668,56. Total de R$ 69.500,00 aportado desde que entrei. Significa que estou com 8.831,44 a menos que o total aportado. Mês passado era 2.842,80 a menos que aportei. Dá pra ver que perdi 5.988,64. Baixa de 8,98%. Num mês de baixa de 6,20%... Péssimo. Tomei quase 3% do índice.

Não vou contar o rendimento do dinheiro guardado em renda fixa, pois meu objetivo é avaliar meu crescimento em renda variável. Tenho cerca de R$ 9.000,00 em renda fixa.

A bolsa fechou aos 46.907 pontos. É aproximadamente 16% menor em relação ao que estava na minha estréia, cerca de dois anos e meio atrás. Por enquanto, "Ibov" -16%, minha carteira, -12,71%. Péssimo resultado já que a inflação acumulada é de uns 16,5%. E a poupança daria uns 19-22%. (e o "Ibov" sofreu mais de um ano com a "OGXP3")

Print's abaixo:







A.